Adriano enganará no Guarani.

adriano

Guarani, o campeão brasileiro de 1978, o bugre campineiro, está para anunciar a contratação do ex-atacante Adriano. O jogador que já enganou o São Paulo, Corinthians, Roma e Flamengo (em 2012), irá jogar o Paulistão 2013 e talvez a Série C do Brasileiro.

Uma pena, o time de Campinas, quer tentar fazer que o jogador seja o garoto propaganda do clube. O marketing e a amizade de Isaías Tinoco com a família do Imperador faz o Guarani sonhar com a contratação do atacante. Apesar de dar versões contraditórias sobre o assunto, o presidente bugrino, Álvaro Negrão, não confirma nem descarta o interesse no jogador.

“- Se estiver centrado, quem não gostaria? Até a Seleção gostaria do Adriano em boa forma. Imagina o Guarani. Todo mundo sabe da qualidade técnica dele.” Diz Paulo Pereira, cartola do clube.

Ainda há gente que acredita no papo do Adriano, que não deseja o profissionalismo na sua vida, mas vende a idéia de que “dessa vez vai dar certo”. Posso quebrar a cara, o atacante pode nem vir, mas ao que tudo indica, o Guarani sairá perdendo com esse anúncio.

Abraços.
Caio di Pacce.

Mortos abraçados.

Dançamos Tchê.

Dançamos Tchê.

Palmeiras e Corinthians jogaram contra Guarani e Ponte Preta nesse domingo, pelas quartas de final do Paulistão, disputas válidas em jogo único, quem vencesse levava a vaga para as semi-finais. Corinthians chegou como líder, enfretou o oitavo lugar em um Pacaembú abarrotado. O Palmeiras foi à Campinas, como 5o lugar, visitou o 4o lugar da primeira fase, o Guarani no Brinco de Ouro.

O embate entre os alvi-negros foi emocionante, a Ponte Preta fez um primeiro tempo brilhante, matou o time do Corinthians, e jogava nos contra-ataques, com a velocidade de Cicinho, Caio, maestrados por Renato Cajá. É verdade que contaram com uma ajuda do goleiro Júlio Cesar para abrirem o placar. Falta de William Magrão que o goleiro careca aceitou.

Em seguida o time da capital veio pra cima, mas era neutralizado, e na velocidade a Macaca era perigosa, em uma dessas investidas, Roger ampliou. Na segunda etapa, Tite veio com tudo, colocou Douglas, Alex e William, tirou Danilo, Jorge Henrique e o zagueiro Marquinhos.

A Ponte só se defendeu, com maestria, até que William furou o bloqueio. Aí Gilson Clena foi inteligentíssimo, eu teria feito a mesma coisa se fosse o meu time, arranjou confusão com o árbitro, foi expulso e enrolou cerca de 5 minutos de jogo, no momento que a Fiel mais explodiu no estádio, e que o time corinthiano estava mais aceso no jogo, ele conseguiu esfriar a partida e aumentar a pressão e o nervosismo dos jogadores do Timão.

Júlio Cesar ainda falhou novamente, em saída de bola, num tiro de meta de futebol juvenil, a bola bateu em Ralf, e sobrou para o time da Ponte, Pimpão foi lançado e ampliou. Ainda teve tempo para Alex diminuir, mas já era tarde. Corinthians eliminado.

Passados 30 minutos, o Palmeiras enfrentou o Guarani, um dos maiores algozes palestrinos do futebol do interior paulista, principalmente no Brinco de Ouro. O time do Bugre é um time ajustado, que joga na velocidade pelos flancos, e tem um jogo aéreo forte. E o time do Palmeiras sabia disso e tentou se prevenir.

Luan voltou ao time, na tentativa de privar Oziel de subir ao ataque, alternativa eficiente na primeira etapa, quando o time do Palmeiras dominou o jogo, teve algumas oportunidades de abrir o placar. Mas o Bugre soube se defender e chegou uma vez com perigo, com o meia Danilo.

Na segunda etapa, os mesmos problemas de posicionamento na defesa fez com que o Bugre chegasse mais, na bola alçada, Fumagalli, sim aquele mesmo, abriu o placar num gol olímpico. E logo em seguida, em uma cobrança rápida de lateral, Henrique teve que sair da zaga para dar o combate, dando espaço para Fabinho, que concluiu com perfeição para amplicar.

Logo em seguida, Luan fez bela jogada pelo flanco esquerdo, driblando dois jogadores e finalizou cruzado, no rebote Assunção diminuiu. Com 9 minutos do segundo tempo, a partida tinha 3 gols, com vantagem para o time da casa. Nisso, Felipão avançou o time, colocou Valdívia no lugar do esforçado João Victor, Palmeiras dominava as ações, mas carecia de organização: era muita vontade, mas pouca inspiração, o time martelava, mas pecava no momento de definição.

Com isso, o espaço atrás aumentou, e mais uma vez Fabinho teve chance para ampliar, e mais uma vez concluiu com perfeição: 3×1 bugre. Nos acréscimos Henrique descontou, mas não dava tempo para mais nada.

Palmeiras e Corinthians morreram abraçados no Paulistão, e o derbi que todos esperavam, não será o derbi da capital, mas sim o derbi campineiro: Guarani x Ponte no Brinco de Ouro, um jogo que ninguém pode perder.

Abraços.
Caio Di Pacce.

Complicado e perfeitinho

O Guarani tem uma história incrível. É um dos poucos, senão o único, clube do interior a conquistar um título significativo: o Campeonato Brasileiro de 1978. Sendo dessa geração, alguns craques que marcaram época como Careca e Zenon. Mesmo depois desse título, o time de Campinas continuou sendo um celeiro de gênios. Entre eles; Valdir Peres, Carlos, Paulo Isidoro, Mauro Silva, Zetti, Evair, João Paulo, Neto, Ricardo Rocha, Luizão e Amoroso.

Com o fim da cartolagem mafiosa, o clube começou o seu calvário. Não que o Bugre já não tenha passado por maus lençóis, disputando a série B do Brasileiro por quatro vezes entre 1981 e 1991. No entanto, nada foi pior do que o ano de 2006, quando o time esmeraldino foi rebaixado para a série C do nacional.

Após sucessivas reformulações e uma força-tarefa apaixonada da torcida, o Guarani conseguiu voltar para a elite do futebol no ano de 2009. Mesmo com o time sem empolgar na Copa do Brasil, sofrendo seis gols do Santástico nas quartas de final, os bugrinos tinham uma boa perspectiva para o Campeonato Brasileiro.

E essa perspectiva vem se confirmando. Mesmo com um elenco limitado, contando com a experiência do agora meio-campista Baiano e a vontade do atacante Ricardo Xavier, Vagner Mancini vem fazendo um trabalho consistente. O time está entre os dez primeiros e mostrou uma boa campanha nas sete primeiras rodadas.

No entanto, o torcedor do Bugre parece gostar de sofrer. Enquanto o time estava lá embaixo, a torcida lotava o Brinco de Ouro, aparecendo entre os melhores públicos das séries de acesso. No entanto, nesse Brasileirão, a média do Guarani é de 6.524 pagantes, ficando na frente somente do Grêmio Prudentino.

O presidente Lionel Martins, em entrevista ao Correio Popular de Campinas, disse que “Era um anseio do torcedor ver o clube na Série A e conseguimos este objetivo com muito esforço. A gente espera um aumento significativo, afinal de contas o time precisa deste apoio, assim como o clube financeiramente”.

Torcedor às vezes é que nem mulher. Díficil de entender.

O vídeo abaixo é da estréia do bandeirão da Torcida do Guarani, no dia do acesso à primeira divisão, 28 de Novembro de 2009, contra o Bahia.

Despedida Corinthiana de Mano Menezes

Após um revira-volta no caso Muricy Ramalho na seleção brasileira, já que o Presidente do Fluminense não quis liberá-lo, e a CBF não quis pagar a multa, Mano Menezes foi definido como treinador do Brasil. E fez sua despedida no domingo contra o Guarani.

E que despedida, tipicamente Corinthiana. O time verde era mais fraco, e o Corinthians jogava por Mano Menezes. Logo no início da partida, Jorge Henrique abriu o placar. Festa no Pacaembu, parecia dia de goleada.

Mas no Corinthians nada é fácil assim. O time foi se acomodando e dando espaço para o Guarani, e em uma dessas investidas fortuitas, Mazola igualou o placar. Minutos depois, Dentinho, uma das descobertas de Mano, foi expulso.

Despedida com derrota? Bruno César não quis. E fez dois gols, garantindo a liderança para o Corinthians e uma bela despedida para o Mano Menezes, que deu volta olímpica, se emocionou no gramado.

Parabéns Mano Menezes você merece essa oportunidade.

Abraço.
Caio di Pacce.

Foto: Lancenet!

Boas surpresas nesse comecinho de Brasileirão.

O Campeonato Brasileiro de 2010 apenas começou, ainda na segunda rodada, e alguns clubes que eram cotados para cair à serie B vem apresentando um bom futebol,  e obtendo alguns resultados surpreendentes.

Entre eles o Guarani, o clube que quase caiu para a série A3 do Campeonato Paulista vem surpreendendo. O time venceu o Goiás em casa, e conseguiu arrancar um glorioso empate na Arena da Baixada contra o Atlético Paranaense por 2×2, e esteve ganhando a partida por 2×0.

Outra bela surpresa é o Ceará. Um time que subiu sem brilho, sem ninguém fazer muito alarde, começou o Brasileirão muito bem. Obteve uma bela vitória contra o Fluminense em casa, e soube enfrentar o Santos FC em plena Vila Belmiro. O jogo ficou no empate de 1×1, mas o time nordestino teve um gol escandalosamente mal anulado.

O Leão da Ilha, Avaí FC, mesmo fazendo uma boa campanha ano passado ao comando do treinador Silas, e de ter sido campeão estadual, não vinha com força para começar esse Brasileiro. Isso devido ao fato de ter perdido grande parte do elenco do ano passado, e de ter que montar outro no começo do ano.

Porém o clube de Santa Catarina começou fulminante fazendo um sonoro 6×1 na estréia contra Grêmio Prudente. E garantiu um empate no Mineirão contra o Cruzeiro. Time que não costuma perder pontos em sua casa, apesar dos 2×0 sofridos para o tricolor paulista pela Taça Libertadores.

Bem, veremos como esses times irão se comportar no restante da competição.

Abraços,
Caio Di Pacce.

Vagas carimbadas para a próxima fase.

Ontem 2 grandes paulistas esntraram em campo, o Corinthians num vazio Pq. Central do Uruguai contra o Racing pela Taça Libertadores e o Santos, que jogou na Vila Belmiro no dia de seu aniversário de 98 anos, contra o campeão brasileiro de 1978, o Guarani.

O time do Parque São Jorge esperava mais complicações em Montevidéu, o Racing não deu muito trabalho, foi uma dessas partidas sonolentas, que está claro quem irá vencer o jogo sem muitos problemas. E deu Corinthians: 2×0, em uma exibição sem muitos destaques, mas muito eficiente. O jogo foi tranquilo mesmo com o goleiro Júlio Cesar na meta corinthiana, que foi pouco acionado.

E esse jogo fica ainda mais sonolento, quando se compara ao jogo da Vila Belmiro pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Os meninos da vila fizeram mais uma traquinagem, deram um show de aniversário na Vila Belmiro, dessa vez em um time de série A do Brasileiro. Neymar, Robinho, Ganso e cia fizeram 4×0 só no primeiro tempo.

O Guarani coitado, ficou desnorteado, na volta do intervalo a história se repetiu e o jogo terminou num massacre bonito: 8×1 para os garotos, com direito a 5 gols de Neymar e 2 de Robinho.

A vitória simples do Corinthians garantiu o clube na próxima fase da competição com o primeiro lugar no grupo A. E o show de aniversário carimbou a vaga para as quartas-de-final da Copa do Brasil, já que o Guarani precisa fazer 7×0 no clube da baixada.

Abraços.
Caio di Pacce

Fotos: LANCENET!

Segundona

grande_14Após um jogo duro, o Guarani está mais perto de voltar a elite do futebol brasileiro. No sábado, no Brinco da Princesa, o bugre venceu o virtualmente rebaixado ABC por um tento a zero.

O líder da competição, Vasco da Gama, atropelou o Bahia em pleno Maracanã. Destaque para o golaço de Elton que fechou o placar. O Bahia continua na zona de rebaixamento, aumentando o calvário dos clubes nordestinos.

Contudo, o Ceará, exceção da regra, está muito perto de voltar a primeira divisão após 16 anos na série B. O técnico P.C Gusmão está otimista, mas pede cautela. O Vovô precisa de somente mais seis pontos em 7 rodadas para se garantir no acenso.

O jogo mais interessante da rodada foi a vitória do Vila Nova para cima do Campinense, após estar perdendo por 2 tentos. O resultado afundou o Campinense, lanterna da competição.

A surpresa negativa foi a goleada sofrida pela Lusa ante o instável América de Natal. O escrete rubroverde perdeu por 4 tentos e deixou de encostar no G-4. Agora enfrenta um páreo duro contra o Guarani no próximo sábado.