Não tem mais bobo no futebol

Si, se puede Ticos!

Se há um dos jargões que essa Copa do Mundo esta corroborando, ele é o: “Não tem mais bobo no futebol“.  As grandes potências do futebol estão sofrendo pra classificar, ou até mesmo voltando mais cedo pra casa, diante de seleções menores, ou de menor expressão.

O maior exemplo é a classificação em primeiro lugar da Costa Rica em pleno grupo da morte. Os “Ticos” saírem invictos, passando por 3 campeões do mundo: Uruguai, Inglaterra e Itália. Venceu também a Campeã européia de 2004 a não tão importante Grécia e se classificou pela primeira vez na história para as Quartas-de-Finais.

Outra grande surpresa é a Argélia, o esforçado time africano ganhou a vaga da Rússia de Fábio Capello, e deu um trabalho enorme para a gigante e simpática Alemanha, caiu na prorrogação. Até mesmo o Irã que quase arrancou um empate da Argentina de Messi.

E o que falar da Colômbia, time com o artilheiro da Copa, que vem demonstrando um futebol alegre e preciso, com 4 vitórias e melhor campanha da competição. É verdade que o único time grande que a Colômbia enfrentou foi um Uruguai sem Suarez e desmoralizado. Mas vem jogando muito. Ou um Chile que tirou a atual campeã do mundo Espanha da Copa.

O principal fator disso é o velho papo de Globalização do futebol, os principais jogadores dessas seleções estão jogando nas principais ligas européias, mesmo que em times secundários. Isso faz com que eles ganhem experiência e cancha, ou seja, eles estão acostumados a enfrentar os principais jogadores das principais ligas, com isso o gap fica menor, e os jogos tornam-se mais disputados, mais competitivos.

Não há mais bobos em Copa do Mundo, pelo menos na Copa das Copas.

Abraços.
Caio di Pacce.

Anúncios

Diário da Copa: dia 06.

Enfim Copa do Mundo. O sexto dia de competição trouxe belos momentos, grandes jogos e algumas decepções.

Argentina 4 x 1 Coréia do Sul

Um desfile de Messi. O que parecia ser o embate entre as mais fortes seleções do Grupo B foi apenas um show argentino. Messi, Tevez e Higuaín jogaram o fino da bola, esse último calou os pedidos por Milito, uma vez que fez um belo hat-trick. Maradona no banco de reservas foi outra vez um espetáculo a parte.

Grécia 2 x 1 Nigéria

O time grego entrou em campo desacreditado, desiludido, após a pífia estréia diante da Coréia do Sul. E o jogo começou mais uma vez ruim para o time europeu. Aos 16 minutos Uchê fez 1×0, mas logo após o gol, o meio-campista Kaita confundiu futebol com boxe tailandês e levou o cartão vermelho. O time grego cresceu, vibrou, e além de fazer o seu primeiro gol em copas, fez o segundo, garantindo assim seus primeiros 3 pontos na competição. O grupo embolou.

México 2 x 0 França.

Jogo fácil para os Le Bleuz, certo? Para esse time francês nada é fácil. Além de terem uma geração não tão brilhante como a de Zidane, o time está rachado. O México como não tem nada a ver com isso, aproveitou a falta de entrosamento e vontade azul e foi ao ataque. Assim fez 2×0, e praticamente eliminou a França, que ainda não fez nenhum gol no mundial

 

Visão Copeira:

Os dois primeiros grupos ainda estão embolados, exceto a Argentina que mesmo com uma fraca defesa, vem esbanjando ofensifidade e beleza em seu futebol. O time já carimbou seu passaporte para a próxima fase. A Grécia mostrou que merece respeito, é a Campeã européia de 2004, foi uma vitória heróica e emocionante. Decepções ficam para a França: Os azuis não maracaram nenhum gol na competição, vem jogando muito mal e possuem um grupo desunido e desinteressado com a Copa do Mundo. Uma desonra para com Zidane e Platini.

Abraços.
Caio di Pacce.

Fotos: LANCENET!