A volta do G4?

A CONMENBOL anunciou no fim de tarde dessa segunda-feira o retorno da quarta vaga para a Libertadores via Campeonato Brasileiro. A Confederação Sul-americana acatou um pedido da CBF em reunião realizada ontem.

Porém, não há almoço grátis, essa vaga só será válida desde que o Campeão da Copa Nissan Sul-americana não seja um time brasileiro, no caso, Palmeiras, Atlético-MG, Goiás ou Avaí.

Após essa decisão, a reta final do Brasileiro esquentou, cerca de 6 times brigam claramente por um acesso, Atlético-PR (46), Grêmio (46), Botafogo (45), São Paulo (44), Palmeiras (44) e Vasco (41).

Os meus favoritos para essa vaga, pelo que vem jogando nesse segundo turno, em ordem são: Grêmio, Atlético-PR e São Paulo.

Porém esses times precisam torcer para os outros times sul-americanos, logo é bom que Felipão ou Dorival (principalmente), preparem um ótimo banho de sal grosso, porque a zica vai ser das grandes.

Abraços.
Caio di Pacce.

Anúncios

Heróis das Laranjeiras

O Fluminense conseguiu a vaga para a final da Copa Sul-Americana já jogando como campeão. Bateu o Cerro Porteño, de virada e nos acréscimos.

A despeito de toda dramaturgia que atravessa no campeonato brasileiro, o time tem se mostrado aguerrido e comprometido. A torcida tricolor também tem feito a sua parte.

Essa “arrancada heróica” carioca mostra que, no futebol, perseverança, vontade e paixão são elementos indispensáveis para bons resultados. Sem isso, não há vida em campo, o jogo se torna insosso.

 

Fred tem todos os motivos para cumprir sua promessa de ficar cinco anos no clube das Laranjeiras.

Obs: A pancadaria depois do jogo comeu solta, mas isso é futebol latino. Por mais lamentável que seja, sempre veremos esse tipo de confusão em confrontos similares. São fatores extra-campo que levam a construção desse comportamento e não cabe aqui nesse espaço julgar o peso de tais coisas.

Foto: Ricardo Cassiano