Copeiros – Copa do Mundo – Brasil x Chile

Abraços.
Caio Di Pacce

Anúncios

Fernandinho sim, Paulinho não

Cheguei pra ficar!

Ontem o Brasil venceu por 4×1 Camarões e terminou a primeira fase como líder do Grupo A. Quem somente vê o resultado do jogo, não terá a real percepção do que foi, principalmente, a primeira etapa da partida.

O nosso time apresentou os mesmos problemas no meio-campo do jogo contra o México, as jogadas eram criadas de lançamentos longos da defesa para o ataque, o que seria facilmente controlado por uma defesa de qualidade, como enfrentamos o fraco time do Camarões, Neymar conseguiu brilhar e fazer dois gols.

Além disso o time estava expondo sua defesa, Luiz Gustavo precisava de um suporte defensivo de Paulinho, que não veio. Com isso, no intervalo, Felipão fez a mudança que muita gente pedia, colocou Fernandinho no lugar de Paulinho.

E o Brasil, enfim, teve um meio-campo equilibrado. A bola transitava, e, mesmo com partidas abaixo da média de Oscar e Hulk, o time conseguiu ampliar o placar, com Fred que desencantou, jogou melhor, ainda nada de espetacular, mas foi bem mais participativo. E terminou a goleada com o próprio Fernandinho, que fez uma jogada de Paulinho, infiltrando-se e aparecendo como jogador surpresa.

Paulinho é um excelente jogador, isso ninguém duvida, porém, por algum motivo físico ou psicológico, não está sendo o Paulinho que todos conhecemos. Ele não está sendo aquele Paulinho que nos acostumamos a ver decidindo partidas pelo Corinthians e pela Seleção.

Já Fernandinho está jogando bem, não está sentindo a pressão de vestir a camisa verde-amarela. Felipão deve manter essa substituição contra o Chile, pois sabe que precisa de um jogador com mais pegada para controlar as investidas de Vidal, Sanchez e Vargas. E ele está fazendo muito bem em manter essa alteração.

Abraços.
Caio Di Pacce.

¡Adiós, España!

No nos importa la Muerte!

Acabou o sonho do bi-campeonato da seleção espanhola. Hoje, o Chile mostrou que é a verdadeira seleção ROJA desta Copa do Mundo. Um verdadeiro baile, os chilenos massacraram os espanhóis por 90 minutos, 2×0 foi pouco pela disparidade ludopédica entre as equipes.

Chile dominou o meio campo, foi muito veloz e soube aproveitar os passes errados cometidos pela não tão furiosa seleção espanhola. Vargas, Aranguiz, Alexis Sanchez, Isla, Vidal, foram gigantes. Parecia que os comandados de Jorge Sampaoli, ou melhor dizendo, Jorge São Paoli, eram os atuais campeões mundiais, não o time envelhecido, cansado e amedrontado time espanhol.

Hoje, na tourada do futebol que aconteceu no Maracanã, o Chile teve uma tarde de toureiro e a España uma tarde de Touro. Eu já dizia que acreditava no Chile, que essa classificação era possível, mas não achei que seria tão fácil. Até mesmo a Austrália deu mais trabalho para os holandeses do que para os chilenos.

E o selecionado laranja não terá vida fácil contra o time Andino. O empate garante o time de Robben e Van Persie (que estará fora do jogo) a primeira colocação. Vamos ver quem possivelmente pegará o Brasil na próxima fase.

Abraços.
Caio Di Pacce.

“No nos importa la muerte”

CHI CHI CHI LE LE LE

CHI CHI CHI LE LE LE

Uma das seleções sulamericanas que mais evoluíram tecnicamente desde a Copa da África foi a seleção chilena. Um time muito bem armado pelo treinador Jorge Sampaoli, que é rápido, técnico e que roda a bola com extrema qualidade, os destaques dentro das quatro linhas são  o volante Vidal (Juventus), os atacantes Alexis Sanchez (Barcelona), Vargas (Napoli) e o meia Valdívia (Palmeiras).

É um time que pode chegar mais longe que as oitavas de final da última Copa, mas terá um caminho muito difícil, o Grupo B. Chamado pelas terras andinas como o Grupo da Morte, formado por Espanha, Holanda, CHILE e Austrália. O selecionado “rojo” terá que passar  pelas duas equipes que fizeram a final do último mundial.

Sabendo disso, vejam a campanha o Banco do Chile fez para dar “Apoyo” ao seu selecionado:

Arrepiei muito ao ver essa campanha, os mineiros todos alinhados, dizendo: “-  O caminho é difícil? O grupo é difícil? É o grupo da Morte? !!NÃO NOS IMPORTAMOS COM A MORTE, POIS A MORTE JÁ VENCEMOS ANTES” CHI! CHI! CHI! LE! LE! LE!”

Esse time pode supreender, o time da Espanha está envelhecido, o da Holanda é forte, mas o Chile pode surpreender. #ChileEuAcredito

Abraços.
Caio Di Pacce.

 

Show de Nilmar e preocupação argentina

nilmarA rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo teve dois extremos: A festa do Brasil na vitória sobre o Chile, com show de Nilmar, com direito até a hat-trick e mais uma derrota da Argentina de Maradona.

A Argentina jogou contra o Paraguai em Assunção e perdeu por 1×0. O Paraguai garantiu a vaga pra Copa da África e a Argentina caiu uma posição, agora é 5o lugar com 22 pontos. O sexto colocado é o Uruguai, com 21 pontos, time que joga a última rodada em casa contra a Argentina, num jogo que promete decidir uma vaga entre os dois.

 O Brasil jogou bem contra um valente Chile, bom ofensivamente, mas fraco atrás. O time brasileiro fez 4×2, mesmo jogando com um a menos quase o segundo tempo inteiro. Destaque da partida foi o atacante Nilmar, fez 3 gols e jogou muita bola! Ótima movimentação, dribles e passses precisos, foi o melhor em campo. É bom o Robinho se preocupar!

Para o Brasil e Paraguai as Eliminatórias acabaram, o Chile precisa de 1 ponto em 2 jogos. Mas apenas 3 pontos separam o quarto lugar, Equador, do oitavo lugar, a Colômbia.  

A próxima rodada, do dia 11 de outubro tem jogos importantes: O Brasil enfrenta a Bolívia em La Paz, o Equador pode garantir a classificação em casa contra o Uruguai, que joga sua vida. A Argentina pega o Peru em Buenos Aires.

Ainda há muito o que acontecer nessas Eliminatórias. Parabéns Brasil e Paraguai que já carimbaram o passaporte para a Copa do Mundo do ano que vem.

Abraços.
Caio Di Pacce.

20 anos do caso Roberto Rojas.

Amanhã o Brasil enfrenta o Chile pelas Eliminatórias. O jogo será em Salvador, Brasil já classificado e o Chile quase lá. Porém, há 20 anos atrás, no dia 3 de setembro de 1989, a história era outra.

O Brasil enfrentava o Chile em pleno Maracanã, o time do Cone Sul precisava vencer, e estava perdendo por 1×0. O goleiro Rojas planejara com o zagueiro Fernando Astengo de levar uma lâmina dentro de sua luva, e iria simular um corte no rosto, dizendo que seria atingido por uma pedra. Dessa forma o Brasil seria eliminado, e o Chile tomaria sua vaga.

Por causalidade, um rojão adentrou o campo perto do goleiro chileno, que não hesitou, cortou o próprio rosto e simulou ser atingido. O jogo foi terminado e a imprensa dizendo que o Brasil estava ameaçado de não ir para a Copa de 1990.

No dia seguinte os jornais mostrava a foto que denunciava a simulação. Resultado: Chile eliminado das Eliminatórias das Copas de 1990 e 1994, e Rojas banido do futebol.

pic 38

Rojas voltou ao futebol como treinador de goleiros, e fez um bom trabalho como treinador do São Paulo em 2003.

Brasil 1 x 0 Chile – 3 de Setembro de 1989

Abraços.
Caio Di Pacce