La Squadra Migliore Vince Sempre

O fim de semana em Milão teve um crepúsculo azul e negro. Giuseppe Meazza adormeceu com uma soberania herege sobre San Siro. Pela quinta vez consecutiva, a Internazionale de Milano conquistou o Scudetto.

O time de Mourinho faz jus ao seu nome. Dentre os vinte quatro jogadores do plantel, apenas cinco são italianos. Sendo que, no primeiro quadro, apenas Balotelli e Materazzi experimentaram alguma titularidade.

A taça era erguida contra o Siena após um solitário gol de Diego Milito. Enquanto que do outro lado do muro, um melancólico Milan ganhava da vecchia signora na despedida do rubro-tricolor paulista Leonardo. A cartolagem de bicheiro de Berlusconi pode custar a grandeza do time de San Siro nas próximas temporadas. A forma com que se deu a saída do educado Leonardo serve de alerta para um futuro de trevas.

O título da Inter deve ter soado muito bem aos ouvidos de Dunga. Afinal, a linha defensiva da seleção canarinha é a mesma que anulou a infantaria de todo o Calcio desse ano (sem falar no Barça). Júlio Cesar, Lúcio e Maicon mostram entrosamento. Os dois primeiros estão em grande forma técnica, enquanto que o terceiro esbanja vigor físico.

Em comemoração ao décimo oitavo Scudetto da história do clube, seu fornecedor de material esportivo está lançando uma camisa comemorativa. Mesmo com o design moderno, com uns tribais do lado, trata-se de um manto bonito. Assim como são todas as camisas desse belo time italiano.

Fotos: http://www.inter.it