50 anos del Pibe de Oro

A Humanidade é corporativista. Gostamos daqueles personagens que se perdem nos mais mundanos dos sentimentos e paixões, nos vícios, nos desvios de conduta. Ao mesmo tempo, saboreamos atordoados a grandeza dos feitos impossíveis, mágicos e miraculosos.

Dale, gracias!

Diego Armando Maradona é um pouco desses dois mundos. É um tipo dos mais marcantes, daqueles que se ama ou se odeia. Profundamente. No entanto, podemos odiar e amar Maradona em um mesmo momento.

Mesmo acreditando cientificamente que Pelé foi muito melhor que Maradona, não há como se curvar para o pibe de oro. Sua genialidade aliada a sua extravagância, sua postura provocativa e sua história de vida são instigantes. E apaixonantes.

Por mais perdido que foram seus caminhos, em Nápoles ou em Cuba, não há de se negar uma atração fatal pelo camisa 10 alviceleste. Atração fatal engloba um rompante de repúdio imediato, quando esse argentino dá aquele elástico fulminante ou encaixa uma cobrança de falta bem onde a coruja dorme.

Sim, meio século de vida. De uma vida apaixonante, dramática, irresponsável e genial. Parabéns pibe, por ser um resumo vivaz da natureza humana.

Anúncios

Pelé: 70 vezes o melhor do mundo.

 

 

Pelé, entende?

 

Atrasado veio essa homenagem do Copeiros ao Rei Pelé, o maior de todos os tempos, mas como o ditado diz: – Antes tarde do que nunca. Na verdade ela veio em hora certa, no dia 26 de outubro, dia em que data-se o aniversário do futebol. Ah! Data-se também o meu aniversário.

O Rei Edson Arantes do Nascimento é, e provavelmente sempre será, o maior de todos os tempos. Claramente nunca o vi entrar em campo, só vi o que ele fez pela TV e por relatos de amigos e parentes mais velhos, mas não tenho dúvida que o trono é dele.

Meu único contato com o rei foi quando ele foi à empresa onde trabalho, junto de Ricardo Teixeira e cia, para anunciar o novo patrocínio da CBF. Em meio de tanta informação, era Copa do Mundo, era Ricardo Teixeira, era questionamentos sobre 2014, mas confesso que ver o maior de todos, mesmo que por um telão, nada daquilo importava, sua presença representa algo maior.

Pelé é o único jogador maior que um clube, sim, Pelé é maior que o Santos. Hoje em dia você vê Ronaldo jogando pelo Corinthians, mas é nítida a diferença de tamanho entre o jogador e a instituição. Já no Santos FC não é assim. O Santos é gigante, mas Pelé é o maior.

Nem queiram compará-lo à Maradona, minha discussão sobre isso acaba aqui, em campo, Pelé nunca perdeu um jogo de Copa do Mundo, levantou 3 taças, uma delas com apensa 17 anos e com 2 gols na final contra os donos da casa.

E mesmo o tão criticado Edson, é uma figura marcante. Durante o mundial da África do Sul, Pelé fez questão de ir às tribos negras dar o ar da graça, relembrar que o Rei do futebol é negro, como eles, que ainda hoje sofrem um preconceito idiota e estúpido.

Parabéns Pelé, uma pequena homenagem do Copeiros ao maior de todos, 70 vezes maior de todos. Pelé: O maior Copeiro do mundo.

Abraços.
Caio di Pacce.

Copeiros! Parabéns! 1 ano de vida!

Completou-se 1 ano do primeiro post do Copeiros nessa última quarta-feira. A idéia era montar um espaço para se debater e informar sobre o futebol, com uma visão passional e verdadeira dos fatos ao redor do mundo da bola. Veja o nosso primeiro post aqui.

Juro que não esperava ter a visibilidade e o número de acesso que obtivemos nesse ano que se passou. Começamos pequenos, eu e o Matheus, e adicionamos amigos e pessoas interessante ao blog, como o Flaco, Marquinhos e Tércio. É um prazer escrever ao lado desses caras, e ver que um número razoável de pessoas realmente entram no blog e nos prestigiam. Obrigado a todos vocês. Segue abaixo alguns depoimentos de amigos e leitores do blog sobre o Copeiros:

“Copeiros é uma iniciativa passional de amigos que reverenciam o futebol”, assim o blog começa a ser descrito por seus criadores. Futebol é uma arte que apaixona, é agregadora e promove acaloradas e prazerosas discussões entre aqueles que o apreciam. Realmente admirar a beleza do esporte bretão é algo que poucos sabem fazer. O “Copeiros”, seus criadores e leitores, são alguns desses privilegiados. Nós do Botecagem S.A os parabenizamos por seu primeiro ano de vida e esperamos por muitos outros. Afinal, “não está morto quem peleja”! Eduardo Heering, do blog Botecagem SA.

“É com muita satisfação que parabenizamos o Blog dos Copeiros pelo seu 1º ano! Um Blog muito bem escrito, com crônicas bem feitas. Nós, da Família Verde. desejamos que este 1º ano seja apenas o primeiro passo de uma longa caminhada! Parabéns! Saudações alvi-verdes.” do site Família Verde

“Eu não gostava de futebol. Quer dizer, lá pelos meus 7 ou 8 anos eu era um pequeno fanático pelo São Paulo, mas perdi isso lá pelos 10 anos. Com o Copeiros, passei a ler sobre futebol para prestigiar o que o Caio, grande amigo meu desde quando lembro de mim como pessoa digna de se lembrar, e os outros escreviam. Ainda não sou grande fã de futebol, mas acabei resgatando essa coisa que tinha quando pequeno.

Comecei a ir atrás de coisas sobre futebol para entender melhor. Não me interessa a adrenalina da coisa toda, mas acho incrível como todas as peças se encaixam e como tudo depende de moral e momento. Aí vi um post aqui sobre o total football da Holanda e depois disso até voltei a assistir alguns jogos. Tudo graças a vocês, copeiros. Parabéns!” do nosso ilustrador Rafael Nunes.

“O Caio é meu amigo já há algum tempo e desde que me apresentou o blog sempre acompanho. Gosto principalmente porque, mesmo não entendendo nada de futebol, consigo acompanhar as notícias e até saber coisas que não vejo em outros lugares! É futebol com crítica e muito bem feito! Parabéns pelo aniversário!” Gabriela Hesz

“O Copeiros emprestou o Caio pra gente durante um mês pra escrever sobre a Copa. E os dias que ele posta são sempre nossas maiores audiências! Os textos são ótimos, muito bem embasados e é uma alegria saber que ainda tem gente que sabe fazer críticas e elogios de verdade no futebol! Parabéns e que venham muitos anos pela frente!” Do blog Coletivo Marte

Obrigado a todos vocês por esse 1 ano de Copeiros.
Não mediremos esforços para crescer mais e e melhorarmos ainda mais!

Abraços.
Caio di Pacce.