C. R. Flamengo: A casa da mãe Patrícia

Trio Ternura

Ontem a gávea foi palco de uma tarde turbulenta no Clube de Regatas Flamengo. No dia seguinte da classificação para a fase de grupos da Taça Libertadores, Luxemburgo deu um treino pela manhã, foi à sala da presidência, e rescindiu seu contrato com o clube.

Mais tarde, a Presidente Patrícia eu uma coletiva, comunicando a imprensa do ocorrido, e além disso, demitindo praticamente toda a cúpula do departamento de técnico de futebol do clube. “Sai o técnico, Isaías, e talvez o (Antônio) Mello e o Júnior (Lopes), mas ainda não conversei com eles. A tendência é essa. Quem dirige o time amanhã (sexta-feira, contra o Olaria) é o Jaime (de Almeida).” 

A multa rescisória do ex-treinador do Flamengo chega a cifra de R$ 4 Milhões. “A questão da multa (rescisória do contrato de Vanderlei Luxemburgo) será decidida a partir de amanhã (sexta-feira) com os advogados. Existe a multa, é alta, seria bom se pudéssemos investir em pagamento de dívidas, investir no elenco. Mas está no contrato. Cumpra-se”. Ou seja, mais dívida para o Flamengo enrolar.

Durante a coletiva de imprensa, o site oficial do Bahia anuncia a saída de Joel Santana do tricolor.

Um dos principais motivos, da saída do treinador foi o seu mal relacionamento com Ronaldinho. Era sabido que a relação entre os dois estava gasta, a própria presidente assumiu que o time já não jogava com alegria e o clima era muito tenso.

Após Patricia Amorim terminar de comunicar os ocorridos, o diretor de futebol do Flamengo, Luiz Augusto Veloso, colocou o cargo à disposição.

Em meio a toda essa bagunça, Papai Joel pode estar retornando ao clube que ele se identifica muito. Será possivelmente um dos maiores desafios do treinador, dar uma order na casa da mãe Patrícia, que nem ela consegue ajustar.

Abraços.
Caio Di Pacce.

Gaúcho se aposenta

Ronaldinho Gaúcho é o novo jogador do Flamengo. O contrato envolve um monte de cifra, cláusulas de propaganda e facilidades para o meia. O atacante italiano Vieri está prestes a fechar com o Boavista carioca. As cifras são confortáveis e as regalias, certamente, serão inúmeras.

Esperamos um campeonato carioca avassalador então. Grandes nomes disputando matches em uma terra festiva e acolhedora. Aparentemente, os jogadores se destacarão mais no Carnaval desse ano do que no carioca que logo se inicia.

Gaúcho trocou a disputa da Libertadores pela disputa de um campeonato estadual. Prestígio para os estaduais? Obviamente que não. Mas isso tem pouco haver com as competições em si. A escolha de Gaúcho sinaliza que ele já se aposentou. Como jogador, já está satisfeito com suas conquistas.

Ronaldo Nazário ao chegar ao Corinthians ainda tinha que provar alguma coisa. Para si mesmo, claro. Queria mostrar ao mundo que daria a volta por cima mais uma vez. E assim o fez. Agora, Gaúcho, não tem tanto interesse assim. No Milan, quando queria jogar, jogava. Mas a maior parte do tempo, preferia descansar no banco de reservas.

A vinda do craque para o Flamengo tem haver com dinheiro? Muito pouco. Gaúcho trará mais rendimentos ao rubro-negro do que ao seu próprio bolso. Claro, em termos relativos. No entanto, o time da Gávea fará a manutenção em sua torcida. Mantendo sua atratividade para marketeiros e patrocinadores.

Ronaldinho, bem vindo a sua aposentadoria!

 

Gaúcho estréia no Flamengo. Pode ser assim.

Ronaldinho no Flamengo

Segundo apurações do Copeiros, Ronaldinho Gaúcho assina hoje a noite o contrato com o Flamengo. Parece que o negócio está sacramentado, com apoio da Traffic, e só um caminhão (ou dois, ou três…) de dinheiro, vindo do Palmeiras ou do Grêmio, pode melar o negócio.

Com esse movimento a Traffic consolida suas garras no futebol carioca – a empresa tem parte em muitos passes de jogadores do Fluminense – e, ajudando o Flamengo, abre caminho para assumir a administração do Maracanã, que poderá ser privatizado após as reformas para a Copa 2014.

E assim, no tabuleiro dos negócios futebolísticos, a Traffic fechará um ciclo: administração da Arena Palestra, em São Paulo; da Arena do Grêmio no Sul e o Maracanã no Rio de Janeiro.

Ronaldinho Gaúcho no Palestra, Mano na Seleção

A queda da família Dunga já começa a surtir efeitos no futebol como um todo. A reestruturação já começou. E elas serão significativas.

De acordo com fontes ligadas a J.Hawilla e o grupo Traffic, está fechada a vinda de Ronaldinho Gaúcho para o Palestra. O dia da apresentação não foi anunciado, mas os termos da negociação sim.

Segundo a fonte, Felipão anda conversando diretamente com os jogadores que quer para o Palmeiras. Por sua vez ,  J.Hawilla negociou diretamente com Assis, irmão-agente do craque do Milan. Ronaldinho estará com 31 anos em 2011 e será um dos reforços para a Libertadores, que é o objetivo alvi-verde no campeonato brasileiro.

Ainda de acordo com a fonte do Copeiros, “o salário será bancado pela Traffic, e os outros patrocinadores – Tim, Banif e Parmalat trarão o resto dos reforços“. Sobre a inclusão dessas marcas no manto esmeraldino, “ainda não se sabe, talvez entre somente no uniforme do Felipão“.

Assim, a vinda de Gaúcho coloca em cheque o retorno de Valdívia, que foi publicamente sondado por André Sanches na Copa do Mundo.

Já para os lados de São Jorge, fontes ligadas a Diretoria alvinegra afirmam que Mano Menezes já prepara a despedida do clube para assumir o escrete canarinho.

Essa informação vai contra o discurso de André Sanches na chegada ao Brasil, mas vai a favor do discurso de Ricardo Teixeira no “Bem, Amigos!”. O presidente da CBF insinuou no programa que o novo técnico deve ser paciente e com capacidade para lidar com jovens. Galvão Bueno especulou se a idade do comandante influenciaria, enquanto que Teixeira simplesmente respondeu: Não importa a idade, desde que ele abrace o projeto.

Agradecimentos e créditos ao Nano e ao Cadu Martins.

Foto: ronaldinhogaucho.com

Entre Scolari e Lazaroni

Faltando poucos dias para o anúncio dos 23 jogadores que representarão o Brasil em mais uma Copa do Mundo, a pressão para que Dunga leve a dupla Neymar-Ganso aumenta a cada dia. Dunga não é o primeiro, nem será o último. Lazaroni não levou o hoje comentarista Neto pra Itália, assim como Felipão deu de ombros ao clamor nacional e deixou Romário no Rio, em vez de levá-lo à Ásia. A diferença, aqui, é que o Felipão voltou com a taça e ninguém mais lhe encheu o saco. Já Lazaroni…

Podemos apontar o dedo para o Dunga por diversos motivos, mas se tem uma coisa pela qual o gaúcho prima é o respeito pelos seus critérios. Assim que chegou, esquentando a cadeira até a sonhada volta de Scolari, tratou de enquadar as duas estrelas da companhia: Kaká e Ronaldinho Gaúcho. Ambos voltaram, mas este não aproveitou as infindáveis oportunidades que teve. Ele, Ronaldinho, não tem a confiança do chefe. Logo, está fora. Assim Dunga conseguiu, além de sair da sombra do Felipão, ter o grupo na mão, como reza o jargão do vernáculo futebolês. Convocar Gansos e Neymares seria arriscar perder o grupo.

Eu até gosto do Ganso. Jogador à moda antiga, joga de cabeça erguida, é rápido, tem rara visão de jogo e, como mostrou domingo passado, não treme. E o melhor de tudo: é sério. O Neymar domina todos os fundamentos básicos, como passe, chute, cabeceio e posicionamento, além e ter uma frieza que poucos veteranos têm na boca do gol. No entanto, parece que a fama lhe sobe à cabeça, não só na forma do moicano colorido, alisado e de gosto extremamente duvidoso, ou da gola da camisa levantada, mas principalmente na marra mostrada em campo e no detestável e condenável cai-cai. O jogador, sobretudo o atacante, deve ser malandro, sim, mas o que o Neymar vem fazendo beira a cafagestagem.

Não creio que Carlos Caetano os leve, embora gostaria de ver o dono da 10 do Peixe na lista. Restará esperar para saber que lugar a história reserva os treineiro do escrete nacional. Se ficará ao lado de Felipão, na galeria de heróis, ou se fará companhia a Sebastião Lazaroni, com os fantasmas do passado arrastando suas correntes atrás de si, para todo o sempre.

Especulações sobre o Brasileirão

A onda de boatos de contratações começa a fervilhar nos bastidores. A imprensa já anda soltando sondagens de negociações que supostamente estariam ocorrendo. E dessa vez, elas não são nada modestas.

A vedete da hora é Riquelme. Depois da novela com o Corinthians, existem boatos que o argentino está sendo disputado por Flamengo e Fluminense. O time dá Gávea supostamente dispensaria Petkovic e bancaria a vinda do argentino com a folga financeira da volta de Adriano para a Europa.

Román não está bem no Boca. Não por deficiência técnica, que vem até sendo regular, mas por seus problemas internos e com a torcida. Seria uma boa hora para se afastar do clube e tentar novos ares por aqui.

Outro artigo de luxo disputado é Ronaldinho Gaúcho. Há rumores que a diretoria do Botafogo está com uma idéia fixa de trazê-lo para General Severiano. Por sua vez, o atacante vem passando um momento de baixa. Dentro de campo é irregular, alternando apatia e genialidade. Fato que levou o Milan a propor uma renovação com um salário 25% menor.

O último da lista é Deco. O meia nascido em São Bernardo já manifestou vontade de voltar a atuar no Brasil. Existem desinformações de que o clube interessado seria o Corinthians, time em que o jogador iniciou a carreira.

Seria muito bom para o campeonato contar com figurões desse naipe. Mesmo que não estejam no auge da forma, vão chamar o torcedor para o estádio e dar um outro sabor para a competição.

Agora, se o Gaúcho for para algum time do Rio, a cidade ficará pequena para tanta farra.

Adriano, tá me ouvindo ?

106kg. Não, não estou falando do Ronaldo Fenômeno. Mas sim de Adriano, o Imperador. Além de estar oito quilos acima do peso ideal, segundo matéria do Globo.com, o atacante rubro-negro já faltou em um bom número de treinos da equipe carioca nesse ano.

Pois bem, o Ronaldinho Gaúcho aparentemente não é convocado pra Seleção por ser apontado como um dos líderes da farra na Copa de 2006 e pelo desleixo de se apresentar fora de forma na Olimpiadas de Pequim. Agora, o momento dos dois jogadores são diferentes. Adriano patina e reúne apresentações fracas. Ronaldinho demonstra vontade e chega a fazer boas partidas, como contra o Manchester United pela Liga dos Campeões.

Cabe ao Dunga escolher o que quer para a Seleção. Um jogador fora de forma e pouco decisivo – no último amistoso do Brasil até o Grafite se mostrou mais útil que Adriano – ou um jogador que já foi campeão do mundo, melhor do mundo e ainda é capaz de temperar a Seleção com a ousadia que lhe falta ?

Os dois jogadores não disputam a mesma posição, mas essa comparação minima de comportamento mostra que o tal “critério” do Dunga – “os jogadores precisam ser profissionais”, “compromissados com a amarelinha” – é uma tremenda furada. Na dúvida, o Dunga poderia levar os dois. Um de churrasqueiro e o outro pra animar o pagode na concentração.

Escreveu Tércio Silveira