C. R. Flamengo: A casa da mãe Patrícia

Trio Ternura

Ontem a gávea foi palco de uma tarde turbulenta no Clube de Regatas Flamengo. No dia seguinte da classificação para a fase de grupos da Taça Libertadores, Luxemburgo deu um treino pela manhã, foi à sala da presidência, e rescindiu seu contrato com o clube.

Mais tarde, a Presidente Patrícia eu uma coletiva, comunicando a imprensa do ocorrido, e além disso, demitindo praticamente toda a cúpula do departamento de técnico de futebol do clube. “Sai o técnico, Isaías, e talvez o (Antônio) Mello e o Júnior (Lopes), mas ainda não conversei com eles. A tendência é essa. Quem dirige o time amanhã (sexta-feira, contra o Olaria) é o Jaime (de Almeida).” 

A multa rescisória do ex-treinador do Flamengo chega a cifra de R$ 4 Milhões. “A questão da multa (rescisória do contrato de Vanderlei Luxemburgo) será decidida a partir de amanhã (sexta-feira) com os advogados. Existe a multa, é alta, seria bom se pudéssemos investir em pagamento de dívidas, investir no elenco. Mas está no contrato. Cumpra-se”. Ou seja, mais dívida para o Flamengo enrolar.

Durante a coletiva de imprensa, o site oficial do Bahia anuncia a saída de Joel Santana do tricolor.

Um dos principais motivos, da saída do treinador foi o seu mal relacionamento com Ronaldinho. Era sabido que a relação entre os dois estava gasta, a própria presidente assumiu que o time já não jogava com alegria e o clima era muito tenso.

Após Patricia Amorim terminar de comunicar os ocorridos, o diretor de futebol do Flamengo, Luiz Augusto Veloso, colocou o cargo à disposição.

Em meio a toda essa bagunça, Papai Joel pode estar retornando ao clube que ele se identifica muito. Será possivelmente um dos maiores desafios do treinador, dar uma order na casa da mãe Patrícia, que nem ela consegue ajustar.

Abraços.
Caio Di Pacce.

Boleiros

Escreve Tércio Silveira.

Ronaldo e Roberto Carlos no Corinthians; Adriano, Vagner Love e Pet no Flamengo; Diego Souza e Marcos no Palmeiras; Robinho, Neymar e Giovani no Santos; Dodo e Carlos Alberto no Vasco; Kléber no Cruzeiro; Rogério Ceni e Washington no São Paulo; e, por fim, Joel Santana como técnico do Botafogo.

Quando na história recente do futebol brasileiro grandes clubes reuniram tantos boleiros “de raiz” ? Todas as características que formaram a identidade do esporte bretão no país estão aí representadas: o craque decisivo, o veterano dono do time, o xodó da torcida, o artilheiro que só faz gol bonito, o moleque travesso, o tido como mascarado, o guerreiro e muitos jogadores-problema.

Pois é amigo, a temporada 2010 promete ser das melhores nos campos daqui. Bons duelos e jogadas de efeito não vão faltar. Com eles, espero que as provocações sadias voltem ao cotidiano do futebol. Apostas em quem vai fazer gol em quem, falar que o time Y é freguês do time X… e por aí vai.

Enquanto os defensores do futebol moderno pedem “Profissionalismo!”, prefiro clamar por Fanfarra!

Se os times vão funcionar com eles em campo, é outra história. Prefiro torcer e acreditar que sim, pelo bem do futebol.

Escreveu Tércio Silveira.

Foto: globoesporte.com

O Rei do Rio está de volta

Agora é oficial, Joel Santana está de volta ao Rio de Janeiro, treinará o Botafogo. O Ex-comandante da África do Sul foi apresentado ontem a noite em General Severiano, mostrando sua costumeira irreverência: “- Só faltava eu nesse carioca, agora a festa vai começar. Esse negócio de Rei do Rio tem que respeitar, que sou eu. Faltava o convidado principal.”

O homem da prancheta foi preterido por alguns clubes ano passado, mas o treinador resolveu esperar para treinar um clube em 2010, e como a oportunidade veio após a goleada sofrida contra o Vasco por 6×0.

Por isso, Joel Santana fala sobre agradar o torcedor insatisfeito: “- Convido o torcedor que colocou fogo na camisa para aparecer aqui amanhã. Ele pode vir aqui e vai receber uma camisa nova e autografada das minhas mãos. Quero que a torcida esteja dentro do clube.”

O elenco botafoguense não é dos melhores, não sei se esse time buscará títulos, mas uma coisa é certa: As coletivas de imprensa serão muito interessantes.

Abraços.
Caio di Pacce;

Foto: Gilvan de Souza – Lancenet.

África do Sul demite Joel Santana

Sem títuloO Professor Joel Santana não treina mais a seleção da África do Sul. A SAFA (South Africa Football Association) anunciou hoje a demissão do treinador carioca. A passagem de Joel no país sede da próxima Copa do Mundo foi marcada por um futebol irregular, de muitas emoções, com partidas boas e partidas muito ruins.

Mas convenhamos, o futebol sul-africano não é grande coisa, a culpa dessa irregularidade não passa somente nas mãos de Joel. A mão-de-obra qualificada de jogador de futebol sul-africano é extremamente escassa, o treinador tem que montar um time competitivo com jogadores não tão competitivos.

Mandar o treinador embora, que fez uma bela campanha na Copa das Confederações, é dar um passo pra trás se a seleção sul-africana quiser mesmo fazer uma boa campanha na Copa. Pelo menos Joel pode disputar a Libertadores 2010 pelo Flamengo.

Abraços.
Caio di Pacce.