Ah esses japoneses!

Quarta-feira o Santos enfrrentará o Kashiwa Reysol na Semi-Final do Mundial Interclubes da FIFA. O Campeão japonês bateu o time mexicano do Monterrey no último fim de semana nos pênaltis após um empate de 1×1 no tempo normal.

O time da casa surpreendeu os mexicanos e pode surpreender o Santos. O time da baixada é bem mais time que a esquadra japonesa, cujos melhores jogadores são os brasileiros Jorge Wagner e Leandro e o treinador Nelsinho Baptista, mas futebol é futebol. Esse é o pensamento do capitão Edu Dracena: ” – Se fizermos o nosso normal, acredito que o Santos vença. Mas não será fácil. Podemos até tornar o jogo tranquilo, mas temos de entrar em campo e mostrar.”

Eles são perigosos, amigo!!

Quarta-feira começa o Mundial para o Santos. Muito foi feito durante esse ano para esses dois jogos. É agora, todo o planejamento,    todos os treinamentos, toda a espectativa vai acabar. Haja Coração!

Esperamos que a partir de agora, surpresa no Mundial seja a vitória santista sobre o Barcelona.

Abraços.
Caio Di Pacce.

Diário da Copa: dia 04.

A Copa do Mundo completa seu 4o dia com alguns jogos interessantes, mas com um Japão x Camarões para se esquecer, apesar da surpresa asiática.

Holanda 2 x 0 Dinamarca

A estréia do time holandês, um dos favoritos na minha humilde opinião, foi positiva. Já foi visto um melhor futebol apresentado pela esquadra D`Oranje, do que o futebol jogado hoje pela manhã. Porém a Dinamarca tem uma boa força defensiva, e os laranjas estavam sem Robben. Destaque para o jogo de Elia e do voluntarioso Kuyt.

Japão 1 x 0 Camarões

Uma agradável surpresa o futebol asiático nessa Copa do Mundo, apesar de um jogo horroroso entre essas duas nações. Camarões está devendo aos seus antecessores, um maltrato com a bola incrível, e nem nas jogadas físicas conseguiam se detacar contra os discipliados japoneses. A briga nipônica será interessante contra a Dinamarca pela segunda vaga desse grupo.

Itália 1 x 1 Paraguai.

A Squaddra Azzurra vinha com a banca de ser a atual campeã do mundo, e o Paraguai com a raça característica, somada ao respeito do grupo com o atacante Cabañas. Porém, mais uma vez, a Itália começou a competição jogando mal, e tropeçando quando é permitido. Mesmo sem Pirlo, o time azul tem mais camisa e melhores jogadores, mas ficou no empate. A partida ficou marcada por um futebol amarrado e de muita vontade. Parecia Libertadores.

Visão Copeira:

O jogo entre Holanda x Dinamarca decepcionou um pouco, principalmente após a expectativa criada com a estréia Alemã. Com certeza a Dinamarca não é uma Austrália, mas o futebol holandês depende muito de Robben. Van Pierse, Sneidjer não mostraram o futebol que já jogaram com a camisa laranja. Já a Itália começou uma Copa do Mundo como sempre começa: jogando mal. Cabe-se ver se ela se ajustará durante a competição, ou se será mais uma decepção para o povo italiano.

Abraços.
Caio di Pacce.

Foto: LANCENET!