A esterilidade do padrão FIFA

Isso sim, é um estádio bonito. Longe do padrão FIFA.

Isso sim, é um estádio bonito. Longe do padrão FIFA.

A Copa das Confederações é a tradução máxima do futebol moderno. Equipes aquilatadas jogam um futebol cansado em cenários estéreis. Estéreis por serem projetados para serem monumentos da modernidade, com aquecimentos e luzes robotizadas. Assistir a essa copa e a qualquer outra daqui a quatro anos, será a mesma coisa. É o tal de padrão FIFA. O triste padrão FIFA que insiste em arrumar o carnaval de retalhos que o futebol é.

Recentemente as ruas mostraram o descontentamento com os gastos das próximas competições da entidade aqui no país. Não é necessário adicionar mais nenhuma vírgula aos loucos protestos que irromperam neste junho. Contudo, fica o meu lamento a respeito dessa padronização. Sei que sou nostálgico e desatinado em marketing esportivo, mas me pergunto por que todo estádio (por dentro) é igual?

Como sempre, e não só no futebol, a modernidade chega ao Brasil sempre como desserviço. Já que gastamos cântaros de recursos (públicos e privados), por que não erguer verdadeiros monumentos ao esporte, que no fim, é uma das instituições culturais mais enraizadas do povo brasileiro? Por que sempre atendemos a projetos de vanguarda em assuntos que somos nós que estamos na fronteira, que lideramos as mudanças?

Talvez seja essa nossa história de colônia, que ainda nos curva a esterilidade dos padrões. Padrão FIFA, um dos maiores inimigos do futebol.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: