10 anos do Penta!

Dia 30 de Junho de 2002. Era uma manhã fria, mas nem tanto. Naquele mês, o Brasil se acostumara a acordar no meio da madrugada para acompanhar a canarinho. A prefeita declarara ponto facultativo, os rojões pipocavam pela escuridão desperta.

O técnico Scolari havia vencido batalhas, mas ainda não a guerra. Bancara a ausência de Romário, frente a uma pressão quase unânime da imprensa e do povo. Assim ganhou o grupo e o lacrou. Emerson se machucou, veio Ricardinho. Kaká saboreava sua primeira Copa aos 19 anos. Ronaldo bolota estava faminto por gols e o genial garçom Rivaldo o serviu abundantemente.

A final fora contra a Alemanha, do botocudo Oliver Kahn. Tendo feito uma boa primeira fase, os germânicos tinham um saldo de gols impressionante. Golearam a sempre fraca Árabia pelo score de oito tentos a zero. Perderam o foco contra a Irlanda, mas confirmaram o acesso as oitavas contra o folclórico Camarões.

O Brasil debutou na competição em um jogo encrespado contra a Turquia. Desfilou contra a China e sambou sobre a tradicional freguesa Costa Rica. Teve até gol de bike. Não havia muita novidade e o clima era de euforia. Até então, ninguém se lembrava do baixinho matador, que lamuriava seu descarte.

A grande verdade é que foi um título fácil. Felipão reuniu seus melhores músicos em uma orquestra que não precisava ensaiar. Em um momento ou outro, a maioria dos jogadores já havia atuado sob a batuta do gaúcho. A base era o Palmeiras de 1996-99. Marcos, Cafú, Roque Júnior, Roberto Carlos,Júnior, Edílson, Luizão e Rivaldo. Uma lapa do São Paulo ainda recente, com Denílson, Rogério Ceni, Edmílson, Kaká e Belleti. Um cargo de confiança gremista do Anderson Polga e o resto com o fino da bola do fim da década de 1990: Vampeta, Dida, Juninho Paulista, Ronaldinho Gaúcho e claro, Ronaldo em sua redenção após 1998.

Para a minha geração, o título de 1994 é muito mais marcante. Contudo, o penta foi a catapulta para o futebol brasileiro voltar ao olimpo. Inclusive para o próprio Felipão, que depois carregou o selecionado de Portugal no colo até 2006. Ano que, infelizmente, a canarinho só foi fanfarra e zoação.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: