Classificação nos pés do Mago e no estilo Felipão.

Ontem o Palmeiras se classificou para a final da Copa do Brasil, a vaga estava bem encaminhada após a vitória por 2×0 no Olímpico contra o Grêmio, mas o time gaúcho é o imortal e eles viriam pilhados para a partida.

O Palmeiras começou melhor, teve uma chance incrível, em belo jogada de Mazinho, se Daniel Carvalho usasse um número a mais da chuteira era gol do Palmeiras. O gramado estava judiado, devido às fortes chuvas em Barueri, logo o jogo ficou muito brigado e aguerrido, como os clássicos Palmeiras x Grêmio dos anos 90.

Só que naquela época o Felipão vestia azul. E dessa vez, veste verde. Ele preparou o time para subir na boa, esperando o Grêmio chegar, e chegou, mas a defesa palestrina estava dando conta do recado. Mais uma vez Henrique na cabeça da área foi excepcional, conseguiu controlar as ações dos meias gremistas, que chegavam só na base do chuveirinho.

Na segunda etapa, Luxemburgo foi para o tudo ou nada, colocou um terceiro meia e depois um terceiro atacante, e abriu o placar aos 14 minutos. Minutos antes do gol, Valdívia entrou em campo, seu primeiro jogo após o sequestro. Entrou em campo ovacionado pela torcida.

E entrou sorrindo, na primeira investida já arranjou uma confusão com o marcador, na segunda driblou o volante, passou para Juninho, recebeu de volta em empatou o placar. Na comemoração vibrou muito, e foi dar um montinho no Felipão pra comemorar! A cena do ano.

Minutos depois Barcos se livrou da marcação e ia entrar com bola e tudo até Rondinelly entrar por trás e ser expulso. Henrique foi tomar satisfação, Edilson, lateral gremista, ficou nervoso e deu um direto de esquerda na cara do capitão palestrino: Outro gremista expulso.

Henrique também tomou um vermelho, a contra do gosto do árbitro, que ouviu as opiniões do bandeirinha e 4o árbitro, após expulsar o o jogador.

O Palmeiras assim se classificou para uma final, após 4 anos, desde a final do Paulistão de 2008. Chega com moral, mas o Coritiba é um time complicado, difícil de se enfrentar, ou precisamos lembrar aquele fatífico 6×0? Mas final é final, 50% de chance para cada lado. Dois jogos sem favoritos.

Abraços.
Caio di Pacce.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: