Por que gostamos do Uruguai

O futebol se tornou um esporte chato. É quase como a Fórmula-1, quem tem mais dinheiro e tecnologia vence. No futebol, investe-se em centros médicos e políticas de gestão. Surgem novos tipos de cartolas, os jogadores passam a escolher clubes por sua estrutura.

Eis que uma região do planeta, ao sul da América Latina, resolve se fechar em si. De maneira hermética, começa a cultivar seus próprios craques. Com o tempo, seus pupilos vão ganhando o mundo e de repente, eles estão em todos principais campeonatos europeus, latinos e até asiáticos.

Lugano e Forlan foram os primeiros bons frutos desse recobro de fôlego do futebol uruguaio. Não são jogadores que nos enchem os olhos com elegância técnia. Tão pouco usam adornos artísticos na cabeça ou nas orelhas.

O futebol uruguaio encanta por um simples motivo: atitude. São jogadores que amam sua camisa e amam o esporte. Não importa muito se vão ganhar, desde que saibam cumprir seu destino em campo. Encaram as partidas com batalhas épicas. Daí surgem diamantes brutos como Luiz Suarez, Diego Perez e Alvaro Pereira.

O Uruguai trouxe a baila justamente o que todos que gostam de futebol esperam de um time. Por isso que entre os marmanjos menos envaidecidos, a Celeste representa hoje o futebol como ele é.

Advertisements

2 Respostas

  1. Cirúrgico caro mestre, mais uma vez!

  2. O Uruguai, mesmo que passe outras décadas em branco, será ainda mais importante e legal para o futebol do que a Espanha, a França e a Inglaterra. Juntos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: