Corinthians à moda do Mano

Quando Adilson Batista assumiu o Timão o discurso inicial era o de dar continuidade ao trabalho que vinha sendo feito por Mano Menezes. A fórmula chegou a durar algumas partidas, mas o Professor Pardal não resistiu e resolveu fazer suas invenções: inventou que Thiago Heleno era zagueiro, que Bruno César era ponta-direita e que o Leandro Castan podia ser um bom lateral-esquerdo. Somando esses delírios com as inúmeras contusões que arrebentaram parte do elenco alvinegro, não demorou muito para Adilson Batista ser limado do cargo.

Embora o Corinthians tenha feito partidas emblemáticas no comando do Professor Pardal – a vitória contra o Santos na Vila, a vitória contra o Flu no Rio e a vitória contra o São Paulo no Pacaembu – hoje fica nítido que o scratch alvinegro não estava pronto para imprimir dentro de campo o jogo em alta velocidade que Adilson tanto queria.

Tite assumiu o cargo e resolveu fazer o fácil. Resgatou o futebol que o Corinthians jogava na época do Mano Menezes e que lembra um pouco o time do Parreira em 2002: toque de bola, toque de bola, toque de bola, toque de bola, toque de bola… . Com esse estilo e mais a sorte de ter uma série de jogadores recuperados de lesão – Roberto Carlos não sente mais a coxa no segundo tempo, Ralf e Ronaldo retornoram, Dentinho está de volta e tudo indica que Jorge Henrique ainda pode voltar também – o Tite conseguiu ganhar do Palmeiras, empatar com o Flamengo no Rio e acaba de triunfar contra o Avai por 4 a 0.

O jogo foi seguro para o Timão. Em nenhum momento o Avai ameaçou o arco alvinegro e quando a equipe chegou na frente, chegou com jogadas bem trabalhadas. Com gols de Bruno César, Elias e dois de Ronaldo o Corinthians martela o primeiro prego no rebaixamento do Avai – asa negra de praticamente todos os times paulistas -, encosta novamente no líder Fluminense e vai com moral para o Morumbi enfrentar o São Paulo no próximo domingo.

O clássico tem tudo para ser daqueles com os nervos à flor da pele e bastante equilibrado. Provavelmente Tite vai pedir para seus jogadores manterem o exaustivo toque de bola até chegar a hora certa para apunhalar o adversário de forma cirúrgica.

É esperar para ver. 

Foto: Agência Estado

Anúncios

3 Respostas

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Caio di Pacce, Caio di Pacce and Amilcar Assis, Copeiros. Copeiros said: https://copeiros.wordpress.com/2010/11/03/corinthians-a-moda-do-mano/ O corinthians a moda de Mano. por @terciors […]

  2. Tercio,
    O Tite está fazendo o q o Adilson deveria ter feito.
    O treinador paranaense deveria seguir o ditado de “Não se mexe em time que está vencendo!”
    E ele mexeu.

    O time corinthiano é bom. E é um dos favoritos ao título!

  3. Clima quente no Goiás após a derrota para o Grêmio!

    Rafael Moura abre o jogo e não poupa nem a diretoria em entrevista coletiva>

    http://digaofutebol.blogspot.com/2010/11/crise-no-goias-rafael-moura-rasga-o.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: