O Canindé e a Copa

Na semana passada a Portuguesa completou 90 anos de existência. Durante as festividades, que começaram no sábado, 14, e irão se estender até o próximo dia 21, um fato chamou a atenção de toda a crônica esportiva: o presidente Mané da Lupa oficializou a intenção da Lusa em fazer do Canindé a sede paulista da Copa do Mundo de 2014.

Até ai, apenas uma espécie de Protocolo de Intenção. O presidente apresentou o projeto, que foi aceito pelas autoridades paulistanas presentes, e o nosso templo passou a ser uma das opções não só para os jogos da Copa, como também para a abertura do evento.

Mas uma coisa me aborreceu um bocadinho. Alguns membros da imprensa ridicularizaram a iniciativa rubroverde, como se não tivéssemos o direito e nem condições para tal. Curioso é que os mesmo elementos defendem o Morumbi, o Palestra Itália e até a contrução do “Piritubão”, que cairia no colo do Corínthians, para o torneio.

Aí eu, singelamente, pergunto: por que não? A FIFA vetou o projeto “econômico” apresentado pelo São Paulo como alternativa ao primeiro, que foi aprovado, mas que não teve as garantias financeiras necessárias; contra a Arena Palestra pesa o fato de o estádio ficar numa área residencial, sem contar a dificuldade para que se construa um estacionamento; já a terceira hipótese, bem, melhor nem comentar.

Saibam os que galhofam que o Dr. Osvaldo Teixeira Duarte é o estádio de futebol mais bem localizado de São Paulo. Conta com duas estações de metrô – Portuguesa-Tietê e Armênia – praticamente na porta, dispõe de ligação direta com os Aeroportos de Cumbica e Congonhas, que são as duas marginais, ampla rede hoteleira nas proximidades e espaço no próprio clube para fazer um estacionamento que comporte o proporcional a 10% da capacidade do estádio, como determina o Caderno de Encargos da entida máxima do futebol. Além de que os parceiros que a Portuguesa tem, segundo da Lupa, garantiriam a execução da obra sem a necessidade de entrar dinheiro público na parada (embora eu não acredite nenhum pouco nisto).

É bom deixar claro que sempre fui contrário à realização de eventos deste porte em países como o nosso, que têm outras prioridades, mas já que não tem mais jeito, que tiremos partido da ocasião. Mesmo porque, ao contrário de estádios como o do Pantanal e da Amazônia, a nova casa da Lusa não será um elefante branco, tampouco rubroverde.

Anúncios

4 Respostas

  1. O Caninde é um estádio mto agradavel para ver uma partida. Realmente a localização é privilegiada. Mas não será o estadio da Copa, apesar de eu achar uma opção mto melhor doque construir um novo estádio em Pirituba, que não seria do Corinthians já que o timão construirá seu próprio estádio em Itaquera.

  2. O Canindé seria uma boa: perto do metrô, tem espaço pra estacionamento gigante, e pode dar lugar a uma dessas “arenas multiuso”. Melhor do que qualquer coisa apresentada até entao.

  3. Apoio o Canindé na Copa. Lá tem uns doces portugueses excelentes para vender.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: