Bahêa!

O Grêmio de Presidente Prudente e o Atlético-GO que me perdoem, mas torcida e carisma são fundamentais na série A do Brasileirão. E se tem um time que preenche esses dois campos, esse time é o Bahia (ou Bahêa como a geral pronuncia).

Só para terem uma idéia da importância histórica do Bahia, o clube foi a primeira equipe brasileira a faturar um torneio nacional e participar da Libertadores da América, após vencer a Taça Brasil de 1959 contra o Santos de Pelé. Depois, já como Campeonato Brasileiro, o Tricolor da Boa Terra foi o primeiro e único time da região Nordeste a ganhar o Brasileirão. A equipe sempre arrastou multidões para a Fonte Nova, em Salvador.

A primeira lembrança que me vem à cabeça quando falam do Bahia está no time de 1988. Campeão Brasileiro na bola e na mandinga! Nessa época o futebol brasileiro ainda tinha seu lado folclórico presente no dia a dia das decisões. O Bahia tinha um torcedor, o Lourinho, que sempre nos momentos decisivos aparecia na TV fazendo vudu com o goleiro da equipe adversária. E foi assim, com as mãos de Taffarel amarradas e no talento de Bobô, Charles, Paulo Rodrigues, João Marcelo e Zé Carlos, que o Bahia superou o Internacional na final de 1988 – 2 a 1 em Salvador e 0 a 0 no Beira-Rio. O técnico da equipe era Evaristo de Macedo.

O maestro daquele time foi Bobô, que chegou a ser citado na música “Reconvexo” de Caetano Veloso. Com o sucesso, o craque chegou a Seleção Brasileira e partiu para o “Sul Maravilha”. Jogou no São Paulo, Flamengo, Fluminense, Corinthians e Inter sem repetir o mesmo brilho que mostrou no Bahêa.

Em 2010 o Bahia ocupa a sétima colocação na Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro, o que é uma pena. Seu lugar é entre os grandes, entre os campeões, como expoente máximo do futebol nordestino. Mas uma seqüência de péssimas administrações nos últimos 15 anos (ou mais) e até mesmo a tentativa catastrófica de transformar o clube em empresa levou o Tricolor de Aço para essa situação.

Hoje, quando procuro saber como foi a rodada da Série B a primeira coisa que faço é observar o resultado do jogo do Bahia. Reage Bahêeea!

Anúncios

4 Respostas

  1. Sensacional!
    O futebol brasileiro era demais!

  2. Sensacional! Bela aquisição! Vai Bahia e Lusa, voltem logo!!!

  3. E ai Tercio, blz.
    Realmente é uma pena ver um clube com a grandeza e com a história do Bahia nas condições atuais. O futebol brasileiro precisa aprender a se profissionalizar e nossos cartolas precisam aprender que o clube não é um meio para ganhar dinheiro…….
    eu citaria tbm o Santa Cruz…. hoje na 4º divisão… mas com uma média de 25 mil torcedores por jogo…. realmente é uma pena.

    BLOG DO CLEBER SOARES

  4. Bahia Imortal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: