O sonho acabou.

Desde o final da Copa do Brasil de 2009, a cabeça e o coração de todo corinthiano se voltou para a Taça Libertadores da América 2010. O time abriu mão do Brasileiro, e começou os preparativos para a conquista do torneio inédito no ano do centenário corinthiano.

Alguns saíram, muitos vieram, alguns deles entraram no time, se ajustaram, outros ainda precisam provar a razão de sua contratação. Mas formação de elenco é assim.

A dupla da seleção Brasileira e do Real Madrid, Ronaldo e Roberto Carlos, estava afinada. O veterano lateral de 37 anos supreendeu a todos com o belíssimo futebol apresentado esse ano, já o Ronaldo nem tanto, mas Ronaldo é Ronaldo.

E a campanha corinthiana na Taça Libertadores foi impecável, 8 jogos, 6 vitórias, 1 empate e 1 derrota. O Planejamento de 1 ano parecia dar certo, mas o Flamengo veio, e apesar de tudo, ficou com a vaga.

Ontem o Corinthians venceu o Flamengo por 2×1 em um Pacaembu abarrotado, bonito, pulsante, mais de 40.000 pessoas cantando,  mandando o Corinthians não parar, mas ele parou.

Mano Menezes escalou o 4-3-3 e massacrou o Flamengo na primeira etapa, Leo Moura avançava e deixava uma avenida para Danilo, Jorge Henrique e Roberto Carlos. O time abriu 2×0 e foi pouco. Na volta do intervalo o treinador rubro-negro colocou Kléberson e o time carioca se ajustou.

Se ajustou tão rapidamente, que já aos 6 minutos do segundo-tempo Vágner Love calou o estádio. O time corinthiano sentiu, e não conseguiu a reação.

o Flamengo está de parabéns, e o Corinthians também, ainda há o Brasileirão 2010 para o time da fiel celebrar no centenário.

Abraços.
Caio di Pacce.

Anúncios

18 Respostas

  1. Pacaembu tava mto louco ontem. Pena q o final nao foi feliz. Mas pelo menos não foi vergonhoso com em 2006 e nao foi tao doloroso como 99, 00…
    Faltou perna no segundo tempo. Fora Walmir Cruz.

  2. É cara, ontem o sonho foi destruído. O Corinthians sobrou no primeiro tempo, mas depois o Flamengo jogou mta bola. Mas para os corintianos e para o time/diretoria, era a Libertadores que importava. A equipe se preparou só para uma competição, tanto que ninguém ligou para a desclassificação. Há dois anos, quando o Verdão ganhou Paulista e o Timão ficou na primeira fase, foi quase um fim do mundo pro time do parque São Jorge.

    Acho que esse ano, o Corinthians será mais um time que sofrerá com a maldição dos 100 anos.

    Abs!

  3. 100tenada!!!

  4. Estive no estádio e estava simplesmente fantástico e lindo o pacaembu, assim como o primeiro tempo do jogo….. MAS a estupidez de tentar deixar um time defensivo com jogadores ofensivos, as trocas erradas, a postura errada culminaram na desclassificação.

    Triste? sim, muito

    O Mundo acabou? Não

    Sou Corinthians, sou amor e paixão sempre……meu título não é uma taça e sim qualquer vitória.

    Quando o sangue da veia corre em preto e branco, tudo é diferente, não da para explicar, ninguém entende …. mas vou resumir ….Nós somos CORINTHIANS

  5. Quero deixar clara minha consternação pela queda do gigante do Parque São Jorge. A nação alvinegra deve sentir-se orgulhosa…
    Rárárárárárárárárárá!!!!!
    Sugiro, inclusive, alguns slogans pra fiel:
    Corínthians, este nunca me decepciona!
    Jogamos como nunca; perdemos como sempre!

    Foi uma noite de glória e, de repente, o dia amanheceu mais bonito.

  6. O que eu esperava que fosse acontecer lá pelas semis foi antecipado. Não adianta, entendam de uma vez por todas, nenhum dinheiro do mundo compra uma Libertadores. Isso não é o Brasileirão de 2005. Outra coisa, toda eliminação corintiana é a mesma ladainha de “po, mas olha a nossa torcida! Que torcida do caralho! Só a gente tem isso” e essa retórica pré adolescente de “ninguém entende o que nós sentimos, somos incompreendidos, bla bla bla”. Ridículo. Até a torcida do Sport dá um baile na de vocês. Mas se quiserem mesmo saber o que é alento sugiro sintonizarem na semi final entre Grêmio e Santos no Olímpico. Aproveitem para anotar e tirar eventuais dúvidas.

    • Normalmente os comentários do Matheus são invejosos e sem embasamento. Hoje mandou bem. Até que enfim…

      • Uma torcida q cópia tds as musicas das torcidas argentinas só pode ser denominada como mediocre e sem a mínima criatividade.
        Discutam o que quiser, mas qto a torcida nao tem comparação a do Corinthians arrebenta qq lixo de torcida do Brasil.

      • hahahahha obrigado!

  7. A torcida do Grêmio não copia todas as músicas das torcidas argentinas. Até porque o fenômeno de barras é sul-americano, e não argentino. Muitas das músicas são adaptações de canções do Rio Grande do Sul (“Bebendo Vinho”, “Eu sou do Sul”,”Farrapos”, etc). Claro que não se trata de algo novo; somos influenciados por outras torcidas de fora do Brasil, sim. Mas mesmo a torcida do corinthians também tem influências. No nosso caso, é algo relativo à identificação e à formação histórica do Rio Grande.Experimente visitar Buenos Aires, Porto Alegre e São Paulo. As duas primeiras se assemelham mais. Não carece eu me prolongar mais, mas, em suma, os gremistas se sentem muito mais ligados a um estilo de vida e de jogo castelhano. Isso é muito diferente de levar bandeiras da Argentina pro estádio, pura e simplesmente porque três argentinos mercenários país jogam no time.

    • Não há nada de ligação cultural entre a torcida do Grêmio e Buenos Aires. Isso é balela. Estilo de vida e jogo castelhano da onde? Isso tem todo um contexto de colonização, nada a ver com o Rio Grande do Sul.
      90% das musicas do Grêmio são cópias das músicas argentinas, porcamente adaptados, tendo até q fazer um sotaquezinho casteliano que não tem nada a ver com o dia a dia do RS.
      Eu particularmente amo a vida porteña a cultura portaña e td q a ela se refere. Mas daí a fazer cópias descaradas no estádio e achar q isso significa ser uma torcida fantastica, tá longe.
      É corinthians no Brasil e La Guardia Imperial na Argentina…o resto é cópia e não graça.

      • Em primeiro lugar eu não liguei Buenos Aires ao Grêmio. E sim a Porto Alegre.A capital argentina foi usada apenas a título de exemplo. Você já visitou essas duas cidades? Já passou um inverno no Sul? Pois é, eu nasci lá, tenho parentes e amigos gaúchos e sei do que estou falando.Alguns hábitos culturais são muito parecidos. O mesmo se aplica à história do Rio Grande do Sul; do vale do Paranapanema pra baixo tudo muda, principalmente no que se refera ao processo de colonização. Durante séculos o Rio Grande e o Uruguai foram praticamente a mesma coisa, um pedaço de terra disputado por Portugal e Espanha. Sabe de onde surge o termo “gaúcho”? Do Uruguai, também. Estilo de jogo castelhano não se refere única e exclusivamente à Argentina. E isso faz parte da história do Grêmio, desde muito cedo. Em relação às músicas acho que enfrentamos o seguinte dilema: eu não me atrevo a colocar em números supostas influências da torcida do Corinthians, por não torcer para esse time. Não sei mais do que meia dúzia de canções! Sou ignorante em relação a isso. Mas o inverso se aplica ao Grêmio, cuja torcida acompanho desde a criação em 2004. A Geral do Grêmio tem muitas músicas originais, e de sua autoria (copiadas, aliás, por pseudo barras de times como Vasco, Portuguesa, Náutico, e Inter), queira ou não. Não duvido que torcida do Corinthians seja vibrante, apaixonada e devota ao clube, mais do que a muitos clubes do Brasil. Mas desde o começo, meu ponto de vista é o de que todo corintiano tende a colocar isso como desculpa pra derrotas importantes. Vocês estão fora de mais uma Libertadores, é um fato. A torcida não tem nada a ver. Acho mais coerente admitir a incompetência do próprio time, da comissão técnica, do Ronaldo, do Roberto Carlos, ou simplesmente falar “Pois é, perdemos”.

  8. Vá morar em porto alegre!

    • Em nenhum momento eu coloquei Porto Alegre à frente de São Paulo, e nem disse que gostaria de morar lá.

      • Esse amor descontroladooo!
        Nunca vou deixar de lado
        Sempre junto ao tricolor, eu te sigo aonde for

        Com meu trapo e a bandeira
        venho pela camiseta
        Hoje de qualquer manera, nós temos que ganhar

        Já faz muito tempo que venho te apoiar
        Vamos juntos na boa e nas ruins muito mais.
        Por isso eu te digo, que de coração
        Te alentaremos…
        Para sair campeão!!

  9. Jesus, fiquei até com medo de comentar aqui depois de tudo o que eu li. Mas vamos lá. Eu acho que vocês estão confundindo um pouco a noção de torcida. A origem da letra ou do ritmo das canções pouco importa. O que importa de verdade é a emoção, a união e o entrosamento entre os apaixonados pelo time. E, me perdoem, mas o Corinthians tem isso de sobra. Não digo que os outros times não tenham, e aqui eu concordo com vocês de que muitos torcedores do timão pensam que só eles têm a melhor torcida, mas não há como não dizer que não exista uma paixão única entre corinthianos. Eu torço e sempre torcerei pelo Corinthians, não importa se com ou sem Libertadores. O nosso time tem uma história que nunca será apagada e uma torcida que incentiva demais o próprio time a crescer. Podem falar o que quiser, mas eu me orgulho mesmo da nossa torcida. Todos são realmente fieis.

  10. O sonho não acaba, a esperança não morre.
    A hora e vez vai chegar, 100 fenômenos, estrelas e algo mais.
    O amor ao Timão, vai ser forte, e vai fazer todos os fiéis Corinthianos esquecer as covardías daqueles que vieram com promessas não cumpridas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: