Um tiro no pé

Muricy Ramalho é um dos principais treinadores do Brasil. Trabalhador, honesto, obcecado pela vitória e extremamento teimoso. Ao contrário dos times do saudoso Telê Santana, de quem é discípulo, os times de Muricy não primam pela beleza, e sim pela competitividade.

Ele, Muricy, está mais para Parreira do que para Telê. É pragmático, competente e, como o treinador do tetra, às vezes é imcompreendido. E isso o deixa profundamente irritado. Quem paga a conta são os repórteres, nas coletivas, principalmente os menos rodados. O mal-humorado técnico não tolera perguntas óbvias ou evasivas. Chega a ser grosseiro. Como a maioria das perguntas é pobre, suas respostas atravessadas são cada vez mais frequentes.

Seu jeitão já faz parte do folclore do futebol. O seu “aqui é futebol!”, com aquele carregado sotaque mooquense, faz a festa dos imitadores de plantão. Quem o conhece diz que é autêntico; aos demais, não passa de um ranheta arrogante.

Agora, se há um aspecto em que todos concordam é que ele é um vencedor. É o único treinador tricampeão brasileiro, dirigindo o mesmo clube. Rubens Minelli também venceu por três anos consecutivos, entre 1975 e 1977, mas dirigindo Internacional-RS e São Paulo.

Nos anos em que dirigiu o Tricolor paulista, Muricy Ramalho sempre foi questionado. Não foram poucas as vezes em que o presidente Juvenal Juvêncio o garantiu no cargo, apesar da pressão exercida pelos cardeais e diretores tricolores. Sempre começava a temporada colecionando tropeços e eliminações, enquanto buscava o melhor esquema de jogo para seu time. Foram três títulos nacionais assim.

Por que raios haveria de ser diferente do outro lado do muro? Se as cornetas palestrinas não o derrubassem, eu apostaria um bolinho de bacalhau que, quando o time tivesse sua feição, este seria forte. Não seria bonito ou vistoso como a Academia ou os times de Luxemburgo, na década de 90 foram. Teria um jeitão mais do Felipão, este o último ídolo verde a sentar-se nos bancos do jardim suspenso do Parque Antártica.

Agora assume Antonio Carlos, ex-zagueiro do próprio Palmeiras. Trata-se de uma aposta ousada, mas extremamente arriscada. Que não seja um tiro no pé.

Anúncios

10 Respostas

  1. Belo texto caro Marquin.
    Concordo 100% com vc.
    Forza Muricy, aonde estiver.

  2. Realmente, muito bom texto e concordo integralmente.

    Espero que Muricy tenha a força da fênix, aquela, da mitologia grega, para mais uma vez se reerguer das (quarta-feira de) cinzas.

    Abraços

  3. Ah, e o Palmeiras?

    O Palmeiras que se foda, com essa diretoria burra.

    Tomara que seja rebaixado.

  4. É lutar pra não cair. Realmente muito estranha essa história toda. Belluzo remete aos erros da época dos choques heterodoxos.

    • Pois é…
      E ainda vai pagar R$M 180 pro Antonio Carlos… Isso é inacreditavel!
      Melhor seria pagar isso pro Jorginho e faze-lo voltar!

      Ainda estou meio indignado… Fiquei puto quando ele saiu do SP… depois de 3,5 anos. Agora demitir o cara com 6 meses (sendo que 2 deles foram período de férias) é brincadeira!

      Deixem o homem trabalhar!

  5. E o Muricy tinha falado no ano passado que no Palmeiras era bem melhor, pq n tinha ninguem querendo derrubar ele… quem diria hein!

    PS: Informação quase irrelevante, mas Agnaldo Liz (ex zagueiro do Palmeiras) é o novo técnico do Rio Claro FC, substituindo o Paulinho McLaren. O tecnico interino era o Cleber (tb ex-Palmeiras)

  6. Haha, Clebão de técnico deve ter sido engraçado!

  7. Muricy foi o maior Cavalo de Troia da história do futebol.

  8. Creio ser a voz dissidente aqui, mas eu não tinha lá muitas afinidades com o Muricy. Ele é um ótimo treinador, é só lembrar das três vezes campeão brasileiro. Mas pegou o lugar de pessoas com história no Palmeiras e com quem acredito que teríamos um passado diferente. O fato é que, na verdade, o timing foi o vilão na história. Quanto a Antonio Carlos, que “bola fora” da diretoria do Palmeiras, time sem vergonha. Não acredito que o timing do Antonio Carlos seja dos melhores. Bola em frente, Copeiros. Um abraço a todos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: